menu

Ainda não sabe para onde ir?
Veja nossas dicas de viagem:

Para a Família
Para a Galera
Para Relaxar
Agito e Curtição

Coronavírus e a retomada do turismo nacional

17 de Agosto de 2020 - Tempo de Leitura:


  Compartilhar Whatsapp, Facebook

Coronavírus e a retomada do turismo nacional

A pandemia causada pelo Novo Coronavírus é uma preocupação mundial. Desde o final de 2019 estamos acompanhando diariamente os seus efeitos, principalmente no setor de turismo, que foi um dos primeiros a ser impactado. Tanto os turistas, quanto os profissionais da área sentiram a necessidade imediatada de se adequar. Viajantes de todo mundo precisaram adiar suas tão sonhadas viagens, enquanto empresas precisaram reorganizar agendas e datas de hospedagens e embarques. 

Aqui no Brasil não foi diferente. Desde os primeiros casos, em Fevereiro de 2020, o setor do turismo começou a sentir os efeitos, agravando-se após o mês de Março e Abril, quando os números de infectados aumentaram significativamente no país. 

Entretanto, sabemos que isso é uma situação passageira e que, em breve, todos esses turistas estarão ansiosos para realizarem suas viagens e aproveitarem suas férias que foram adiadas. E as empresas, precisarão estar preparadas para atender essa demanda, que terá mudanças e adaptações.

Coronavírus e a retomada do turismo nacional

As principais mudanças no turismo

Uma das principais mudanças apontadas pelos especialistas é o aumento da demanda de viagens dentro do território nacional, principalmente viagens regionais. E muitos serão os fatores que acarretarão essas mudanças. 

Segundo estudos, as pessoas optarão por permanecer dentro do país, algumas inclusive, evitarão sair de seus estados, procurando destinos interessantes próximos de casa. E isso será muito importante para a retomada da economia local, pois movimentará pequenos comércios, que estão sendo os mais prejudicados pela pandemia. 

Outro fator bastante relevante é o aumento do dólar. Nos últimos meses, o dólar vem crescendo significativamente, chegando na casa do R$ 6,00 em maio/2020. Esse aumento irá impactar diversos setores do turismo, principalmente para aqueles que desejavam viajar para fora do país. Com isso, poderá haver um aumento das pessoas viajando internamente. 

E, juntamente com o dólar, outro ponto que pesará bastante no momento de escolher o destino será o valor das passagens de avião. De acordo com uma matéria divulgada pela Revista Valor, da Abril, as passagens de avião poderão subir até 50%, deixando as viagens um pouco mais salgadas. Esse aumento é muito por conta das medidas de prevenção do coronavírus, que solicitará às companhias aéreas que obedeçam as regras de distanciamento social, permitindo a venda de menos assentos por viagem. 

Outra pesquisa realizada pelo grupo G5 apontou que, dos mais de mil entrevistados, a maioria pretende voltar a investir em viagens após a normalização da economia. Ou seja, as pessoas não pensam em parar de viajar, sendo essa apenas uma situação momentânea e que tende a ter uma forte retomada após o fim do isolamento social. Essa pesquisa ainda aponta que, é preciso se reinventar, pois haverá mudanças de comportamentos, principalmente voltada as necessidades dos consumidores, que irão preferir por opções de compras mais convenientes. 

Coronavírus e a retomada do turismo nacional

Aumento do turismo interno

Todas essas informações, indicam que o turismo interno poderá se fortalecer quando a pandemia passar, pois as viagens domésticas serão as primeiras a começarem a retomar, fomentando uma movimentação econômica, que será muito importante nesse momento. 

De acordo com uma matéria divulgada pelo próprio Ministério do Turismo, o turismo doméstico será o primeiro a se recuperar. A matéria aponta que mais de 55% dos entrevistados acreditam em uma retomada mais rápida no ambiente interno, apontando que haverá uma preferencia para destinos nacionais e destinos pouco procurados, já que terão menos aglomerações. Essa pesquisa foi realizada pela Cap Amazon e pelo portal Mercado & Eventos, e avaliou as perspectivas de mais de 400 agentes de viagem das cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Curitiba.

Incentivos importantes

Além disso, em matéria divulgada pelo site Feiras do Brasil, o Ministério do Turismo irá liberar cerca de R$ 5 bilhões em crédito para o setor de turismo. É a maior liberação de crédito para o setor que se tem registro e um respiro para os profissionais que, neste momento, estão enfrentando uma grande crise. A verba será destinada aos profissionais de turismo cadastrados no Cadastur, que conta com mais de 100 mil inscritos. Estima-se ainda que, cerca de 80% dessa verba seja destinado à micro, pequena e média empresas, que são os mais afetados. 

O Ministério do Turismo também está provendo outras medidas para a volta do turismo. Uma dessas medidas é o selo "Turista Protegido", que será um programa que visará protocolos de segurança sanitária e boas práticas para os setores do turismo. "A iniciativa vai reconhecer atividades que garantam o cumprimento de normas de higiene e limpeza para a prevenção da Covid-19. O órgão também planeja uma ampla campanha nacional de promoção de atrativos e destinos do país, de forma a estimular o brasileiro a priorizar viagens domésticas", aponta matéria divulgada pelo governo federal.

Também percebe-se um incentivo importante por parte das secretarias municipais de diversas cidades turísticas do país. Gramado, por exemplo, mantém o calendário de atrativos para o segundo semestre de 2020, apontando uma retomada gradual do turismo. Além disso, está sendo liberado a atividade de aluguel de temporada na cidade.

Além disso, várias secretárias estão realizando decretos abrindo gradualmente suas atividades para o turismo. A priori, grande parte das cidades litorâneas, já liberaram o uso das praias para atividades físicas e surf, e conforme os números do coronavírus forem diminuindo, haverão novos decretos liberando os acessos e as visitas de turistas. Inclusive, muitas secretarias estão orientando aos profissionais que, ao invés de cancelarem viagens, apenas realizem um adiamento, optando por uma data futura. "Essa crise vai passar e o sonho de uma viagem pode ser realizado no futuro." aponta o secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo do Paraná, Márcio Nunes.

Coronavírus e a retomada do turismo nacional

É preciso estar preparado

Aos poucos, as medidas de restrições estarão sendo liberadas e os turistas poderão voltar a frequentar praias, parques e locais públicos. Porém, é preciso estar preparado para atender esse público, que estará mais exigente e mais preocupado com as normas de saúde. 

Portanto, procure saber mais sobre os incentivos financeiros oferecidos pelo governo federal para saber se você poderá ter direito a este auxílio. Isso poderá lhe dar um importante apoio para se manter durante os períodos mais fracos de movimento.

Também acompanhe os decretos do seu município e municípios vizinhos. Prepare-se para atender os turistas com segurança, adequando-se as necessidades exigidas pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e pelas determinações municipais. Aos poucos, as coisas voltarão ao normal e você poderá voltar a oferecer todos os seus serviços com tranquilidade e segurança. 


Editar post

Veja os post mais lidos do TemporadaLivre!

Protocolo sugerido de Higienização TemporadaLivre 2021

Protocolo sugerido de Higienização TemporadaLivre 2021

06/04/2021
Confira agora mesmo as datas dos feriados prolongados de 2020!

Confira agora mesmo as datas dos feriados prolongados de 2020!

24/12/2019
Conheça os principais pontos turísticos de Camaçari - Bahia

Conheça os principais pontos turísticos de Camaçari - Bahia

06/12/2019
Cresce o uso da internet para a busca de hospedagens

Cresce o uso da internet para a busca de hospedagens

11/11/2019
divisor de conteúdo